Palermice de Bacalhau

Outubro 15, 2008

Há dias que são mesmo importantes!

Filed under: Uncategorized — douradodossantos @ 9:15 am

Hoje é o primeiro dia mundial de lavar as mãos.

Anúncios

Outubro 10, 2008

A boçalidade autoritária

Filed under: Uncategorized — douradodossantos @ 10:28 am

Há noticias que me estarrecem…o mundo actual parece oscilar entre devaneios libertários (há quem lhes chames lascivos) e devaneios controladores. Em existindo ponto de equilíbrio, eu sou pelo que cada um que faça o que lhe der na real gana desde que não chateie muito os outros.

Nos Estados Unidos uma miúda de 15 anos decide partilhar o belo do seu corpinho com um grupo de 20 amigos do peito. Envia-lhes umas fotos picantes e deixa-lhes a cabeça a andar à roda. No meu tempo (esta frase dá-me a sensação de velho) as miúdas beijavam-se e davam uns apalpões no rabo. Agora enviam fotos de corpo inteiro (ou focadas noutras partes que não a cara). Por mim, sorte a dos putos de hoje em dia. Mais miúdas destas na minha adolescência e esta teria sido ainda mais feliz! Mas isso também não interessa para nada. A questão é que vai das autoridades e decidem prender a jovem de 15 anos por prostituição infantil. Ora, prender uma miúda porque esta decidiu fazer de “carrossel” do grupo é parvo. E invasor. Mais invasor que qualquer um dos putos a “invadir o cofre”. E levanta questões fundamentais. Qualquer dia prendem os casais deste mundo porque ela tomou banho com o gajo. Ainda mais parvo é o sucedido em 2004. Dois putos fazem um filme caseiro, que enviam para o e-mail de um deles (os recuerdos são sempre importantes nestas coisas). Vai na volta e os “mastodontes” que representam a lei naquele cantinho, consideram a coisa incentivo à pornografia infantil. Mais alinhados com um qualquer ayatola não poderiam estar. De facto, proponha-se já que qualquer miúda de 15 anos de mini-saia tamanho XS, top e underbra que aparece à frente de um puto de 15 anos seja imediatamente enviada para um centro corrector. Colocada em prisão domiciliária ou num convento de freiras também serve. É que para um puto de 15 anos qualquer mini saia acompanhada de boas pernas e uma dentição completa (este só para os mais exigentes) já é um elevadíssimo incentivo à prostituição. Ou pelo menos à fornicação, o que para os senhores em causa será aproximadamente a mesma coisa (razão devia ter a Manuela, quando fala exclusivamente em procriação).

O ponto da questão é: Ninguém tem nada a ver com o que faz cada uma ou cada um. Houvessem mais tipas assim e os nossos jovens seriam muito mais felizes (excepto na Suécia, onde ainda se suicidavam mais com sentimentos de culpa por já não haver nada a alcançar). A privacidade de cada um é lá com ele (ou ela). Se decidir partilhar a privacidade com muita gente das duas uma. Ou se deixa estar a senhora em paz porque cada um sabe de si e deus sabe de todos (obrigado avô por me ensinares estas frases que agora posso partilhar com o mundo) ou pague-se um subsídio por serviços sociais e dê-se uma medalha de mérito por animar a malta. Agora prender é que não. Acusar é que não. Porque para além de me dizerem as mil coisas que já não se podem fazer, só me falta dizer que os putos já não podem “brincar” aos casais. A menos que a lei civil se cole à lei religiosa (mas para isso imigrava para a Arábia onde agora as mulheres até só podem mostrar um olho) ter relações sexuais ainda não é crime.

Eu até posso ser um gajo de princípios e gosto de miúdas atinadas. Mas confesso que tenho receio de um mundo onde as desatinadas são proibidas!

Nota 1: Gosto muito de constatar que o “Sol” insere esta notícia na secção tecnologia. É de facto essa a questão sim.

Nota 2: Isto ficou grande, mas deve-se ao muito tempo passado sem escrever.

 

Este blog ainda não morreu…

Filed under: Uncategorized — douradodossantos @ 9:15 am

Está em coma induzido.

 

 

(e de repente apeteceu-me injectar-lhe um pouco de vida)

Julho 23, 2008

Momentos

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 6:49 pm

Quando fui viver para Amsterdam fui de comboio. Foram mais de 30 horas, de ressaca, entre Santa Apolónia e a Centraal Station. No meio ainda tive de atravessar paris com 25 kgs de livros e 15kg de roupa.

Quando cheguei a Amsterdam a cidade pareceu-me escura, um absurdo, apanhei um eléctrico até à Leidseplein onde procurava pela pousada da juventude. Passei ao lado do Marriot onde um japonês jantava sozinho, até hoje nunca o disse a ninguém, mas tenho quase a certeza que era o Murakami*. A ideia de eu a sair de Portugal e de a primeira cara conhecida que encontro ser a do Murakami tem de significar algo. Não tem?

*Aproveito para ser snob e dizer que na altura o Murakami não estava traduzido em português

Julho 7, 2008

Autobiografia sumária

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 9:12 am

Hoje, enquanto lia e esperava pelo autocarro, pisei um cagalhão.

Junho 27, 2008

Uma decisão. Estou cansado de jogar?

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 4:55 pm

Game Over

Filed under: Uncategorized — Rui Cabral @ 2:06 pm

As ultimas 24h fora más para os russos. A selecção russa não jogou ao nível dos sois ultimos jogos não porque tenha jogado mal, mas porque a Espanha jogou de forma fantástica.

Outro russo, meu amigo, foi descoberto.. ficou com a “carapaça” a descoberto e foi apanhado. Aguardemos melhores dias para os russos.

Para quem pensar é como comer papa cerelac, o melhor é vir tudo já digerido

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 12:39 pm

Sobre um tema completamente diferente, houve uma discussão que me fez pensar em algo. Nas verdades que quase toda a gente teima em tomar como certa, mas que de verdade pouco ou nada têm. Muitas vezes a culpa disto é pela “tradição”. Vejamos a tradição católico-judaica acaba por constranger vários ímpetos humanos, como por exemplo a sexualidade, mesmo daqueles que não seguem ou acreditão nessa matriz católico-judaica. Basta perguntar a qualquer ateu sobre relações de carácter “incestuoso” e quase todos a irão criticar, sobre uma lógica ético-moral que no final de contas é amplamente fundamenta numa realidade religiosa que afirmam não seguir.

Achei por graça, um ilustre colega, cair noutra armadilha intelectual, a de que o norte fica para cima. Acompanhando o crucifixo na sala de aula sempre tivemos o mapa, com o norte virado para cima, e desde sempre no nosso cérebro se habitua a que o norte fica em cima. Quando não fica. Fica tão em cima como à esquerda, ou na diagonal, ou para onde quer que seja.

Citando a Wikipedia (posso alargar a bibliografia a pedido):

The position of North at the top of maps is arbitrary; indeed there are many maps with non-standard orientation, such as Medieval maps, polar maps, and Dymaxion maps. The convention that North is at the top (and East at the right) on most modern maps was established by the astronomer Ptolemy[3] and was widely adopted by other cartographers.

Foi no mínimo interessante ver que:

They are also used as tools for teaching critical thinking.

Creio que o resultado do teste é óbvio, se tomarmos em conta os comentários e o meu suposto autismo fica claro outro mecanismo de autodefesa, o famoso ad hominem.

Junho 26, 2008

Estranha forma de humor

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 10:00 am

O humor é apresentado de formas diferentes, piadas, filmes, livros, histórias, etc…Pensava que já conhecia todas as formas, mas como em todas as vezes em que pensamos “saber tudo”, estava errado. Este blogue dedica-se a fazer piadas com gráficos, e alguns, são intelegentemente hilariantes.

Junho 22, 2008

“Nós” os gordos

Filed under: Uncategorized — luisdiogo @ 9:43 pm

Portugal, daqui a uns anos, na crista na onda do excesso de peso?

Segundo esta notícia sobre miudos com excesso de peso , as crianças nos EUA, Malta e Portugal são as que apresentam maiores índices de excesso de peso aos 11 anos, segundo um estudo da OMS.

Estamos a falar que cerca de 22% das raparigas e 25% dos rapazes em Portugal são pelo menos “gordinhos”, no entanto muito atrás dos campeões dos pesos pesados EUA, com respectivamente 25 e 33%. É no entanto estranho que Portugal, com a sua receita mediterrânica, e apenas relativamente recente elevada penetração de cadeias de fast food, esteja no topo da tabela. Hum, será mesmo estranho, ou será um efeito da moda com lag de 10 anos?

Eu que apenas recentemente passei para essa fase, fruto da minha vida conjugal sedentária e suburbana, tenho alguma dificuldade em conceber que os miúdos seja gordos apenas porque querem ser gozados nas aulas de ginástica.

Antes de culparmos os pais, sociedade e anúncios da M&M’s, cultura de centro de comercial e fast food, devemos apercebermo-nos que uma das grandes falhas é a falta de sex-appeal dos produtos que supostamente nos fazem bem.

Há no entanto, cada vez mais há anúncios, mais ou menos bem conseguidos de produtos “saudáveis”, e a saúde está cada vez mais na moda. Temos 50% da população a fazer cardio fitness, lojas gourmet e biológicas a conseguirem vender tomates a 3€ o quilo, e uma população já alarmada e até apavorada com os efeitos nefastos da obesidade. Sendo assim neste campo, pouco ou nada vou acrescentar.

Todos sabemos os malefícios da obesidade, especialmente quando chegamos à puberdade e queremos “relacionarmo-nos” com o sexo oposto, e nos apercebemos que as nossas glândulas mamárias são maiores do que as das meninas, ou que as nossas melhores prestações em futebol foram todas vividas no subúteo.

A minha palavra de apreço, vai para esses rapazes e raparigas, que são “judiados” diariamente com alcunhas como: ” badochas”, pote de banha, “gelatina treme treme” ou “texugo”, entre outras mais humilhantes. Aqueles continuam aos 15 anos a achar piada à namorada do Sangoku nua.

Este post é para esses miúdos que segundo alguns estudos, faltam em média +2 dias à escola mais que os denominados, normais, só para não serem gozados.

Pensem em quantas pessoas “gordas” são bem sucedidas. Apenas uns exemplos abaixo…

Acho que estes meninos e meninas ainda têm que se contentar com fotos da Bulma nua?

Página seguinte »

Create a free website or blog at WordPress.com.