Palermice de Bacalhau

Julho 23, 2008

Momentos

Filed under: Uncategorized — Paulo Rosário @ 6:49 pm

Quando fui viver para Amsterdam fui de comboio. Foram mais de 30 horas, de ressaca, entre Santa Apolónia e a Centraal Station. No meio ainda tive de atravessar paris com 25 kgs de livros e 15kg de roupa.

Quando cheguei a Amsterdam a cidade pareceu-me escura, um absurdo, apanhei um eléctrico até à Leidseplein onde procurava pela pousada da juventude. Passei ao lado do Marriot onde um japonês jantava sozinho, até hoje nunca o disse a ninguém, mas tenho quase a certeza que era o Murakami*. A ideia de eu a sair de Portugal e de a primeira cara conhecida que encontro ser a do Murakami tem de significar algo. Não tem?

*Aproveito para ser snob e dizer que na altura o Murakami não estava traduzido em português

Anúncios

2 comentários »

  1. Vamos lá aproveitar o “momentos” para fazer disto algo digno de vocês.
    Gostei dos últimos 2 post…

    Comentar por Mónica — Julho 28, 2008 @ 6:59 pm | Responder

  2. Caro Paulo, telefonei agora ao Murakami e ele garantiu-me que nunca esteve em Amesterdão. Disse-me mesmo «É natural a confusão porque todos os japoneses são iguais». Um abraço.

    Comentar por Tomás Vasques — Outubro 20, 2008 @ 7:36 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: